Home Publicidade Contato  
Home
    Batata-semente  
Indicadores
 
Cultivo
Botânica
Escolha
Batata-Semente
Épocas
Áreas
Plantio
Controle
Dessecação
 
 
 

Ossami Furumoto & Carlos A. Lopes

A batata-semente é um fator fundamental para garantir a qualidade e a produtividade em uma cultura de batata. O plantio de batata-semente de má qualidade pode comprometer uma safra, mesmo que todas as outras condições sejam altamente favoráveis ao cultivo. Portanto, recomenda-se a utilização de uma batata-semente com boa sanidade, estado fisiológico e brotação adequada.

A boa sanidade da batata-semente é proporcionada pelas inspeções no campo, na colheita e no armazém, garantindo níveis toleráveis de doenças. Tubérculos com estas características são encontrados em batata-semente das classes básica, registrada ou certificada, produzidas por produtores especializados e cadastrados nas Secretarias de Agricultura dos Estados.

E necessário também que a batata-semente se apresente em um bom estado fisiológico e bem conservada, isto é, colhida na época adequada, túrgida e firme. Deve-se evitar a utilização de tubérculos esgotados e murchos, indicativos de uma idade fisiológica muito avançada. O plantio desses tubérculos mal conservados resulta em plantas pouco vigorosas e ciclo vegetativo mais curto, comprometendo seriamente a produção.

Uma outra característica essencial é a brotação adequada da batata-semente. A brotação é considerada apropriada quando os brotos apresentam-se com comprimento próximo de 1 cm. Deve-se evitar o plantio de tubérculos com um único broto ou com brotos pouco desenvolvidos, que dão origem a poucas hastes por cova, que além de insuficientes para garantir a produtividade, pode provocar falhas se hastes forem quebradas ou atacadas por doenças ou pragas. Por outro lado, o plantio de tubérculos com brotos pouco desenvolvidos pode retardar a emergência, causando um crescimento desuniforme das plantas, dificultando os tratos culturais. Em adição, o atraso da emergência expõe os brotos por mais tempo ao ataque de doenças e pragas de solo.

A conservação da batata-semente depende da maneira como ela é tratada desde a colheita até a época de plantio. O armazenamento por um período prolongado, normalmente por até 8 meses, é feito em câmaras frias a temperaturas que oscilam entre 2 e 400 e umidades relativas acima de 85%. Nestas câmaras, as caixas de batata-semente são empilhadas de maneira a se ter um espaço entre elas para facilitar o arejamento dos tubérculos. O armazenamento por um período mais curto, em torno de três meses, pode ser feito em galpões sombreados bem ventilados, sendo as caixas empilhadas à semelhança da câmara fria. Deve-se evitar o armazenamento em locais sujeitos a intempéries, como chuvas e geadas, que prejudicam os tubérculos para seu uso como semente.

É importante observar constantemente a batata-semente quanto ao ataque de pulgões a partir do momento em que se inicia a brotação. Os pulgões podem ser introduzidos para dentro nas câmaras Irias ou galpões associados com as batatas-sementes ou levados de plantas hospedeiras existentes ao redor das câmaras ou galpões. Os pulgões podem transmitir vírus ao lote de batata-semente armazenado. Uma outra praga que pode comprometer a qualidade da batata-semente durante o armazenamento é a traça-da-batata, cujas larvas penetram nos tubérculos na região das gemas, comprometendo a brotação quando os danos são muito severos. Ao notar a presença de pulgões ou traças, o produtor deve fazer o controle imediato (ver capítulo sobre controle) sob o risco de ter todo o lote de batata-semente danificado e impróprio para o plantio.

Podridões de tubérculos, provocadas por fungos e bactérias, devem ser constantemente monitoradas no armazém. Tubérculos total ou parcialmente podres devem ser eliminados para evitar transmissão das doenças.

Grande polêmica existe sobre o tratamento químico da batata-semente. Em primeiro lugar, nenhum tratamento, por melhor que seja, substitui uma semente de boa qualidade produzida sobre rigoroso controle e manuseada adequadamente. Deve-se reconhecer, entretanto, que populações de patógenos, principalmente de solo, permanecem associados aos tubérculos após a colheita. Alguns deles provocam apodrecimento durante o armazenamento, enquanto outros somente se multiplicam, interna ou externamente, vindo a comprometer o plantio comercial seguinte como fonte inicial de inóculo. O tratamento a seco ou com pulverização bastante fina com o fungicida thiabendazol, após a qual o tubérculo é deixado secar bem antes de ser armazenado, é eficiente para o controle da podridão-seca causada por várias espécies de Fusarium. Mergulhar preventivamente os tubérculos em solução de antibióticos ou fungicidas é desaconselháveis, já que a sujeira da solução pelo solo aderido à batata faz com que a maioria dos princípios ativos dos desinfestantes perca a eficiência, aumentando ainda o risco de infestação de todo o lote, caso hajam tubérculos infectados neste lote.

A utilização de batata-semente cortada é muito comum em países de clima temperado. Tem a vantagem de reduzir o custo de produção, principalmente quando se dispõe de tubérculos grandes como “semente’. Embora possa ser usada no Brasil em algumas regiões e em épocas do ano não sujeitas à condição de solos quentes e úmidos após o plantio, sua recomendação em países de clima tropical e subtropical deve ser vista com restrições. Tem resultado em significativas falhas de estande por facilitar o apodrecimento da batata-semente antes da emergência.
.

   
Home Fale Conosco Quem Somos Anuncie Aqui Cadastre-se
     
2002 © Dinâmica Internet Ltda. Todos os direitos reservados